Perrengue de viagem em Setúbal, Portugal

Por Joyce Parpinelli

Neste Artigo

Fomos furtados na Praia de Galapinhos, em Setúbal Portugal

Tínhamos uma memória muito afetiva por Setúbal, pois era a segunda vez que visitávamos a cidade e a nossa expectativa era de que seria tão bom quanto da primeira. Agora, além de mim e do Wagner, estava o nosso filho Luigi (com 5 meses), minha sogra e cunhado.

Chegamos em Setúbal na noite anterior, saímos para jantar e tivemos ótimos momentos com direito a vinho, prato típico da cidade, foto com letreiro turístico e nem podíamos imaginar o perrengue que estava por vir.

Ficaríamos apenas uma noite em Setúbal para no dia seguinte passar pelos pontos turísticos da cidade e então já seguiríamos o próximo destino. Por este motivo, de manhã fizemos o check-out no hotel e saímos de “mala e cuia”.

O primeiro ponto turístico que visitamos foi a praia de Galapinhos, uma das mais famosas de Setúbal. Para chegar na praia você estaciona o carro na avenida e desce uma trilha leve e que dura cerca de dez minutos. Então, fomos todos! Era uma quinta feira, cerca de 09h00 da manhã e só tinha a gente lá. Nos divertimos muito, tiramos várias fotos e voltamos (acredito que tenhamos ficado cerca de 1 hora contando o trajeto).

82d98d12 ab7d 4755 8429 5b4140ac97fa edited 768x1024 1
Pessoas na praia

Como o furto aconteceu

Ao voltarmos para o carro, vimos que tinham estourado o vidro e lembra que eu disse que fizemos o checkout no hotel? Então estávamos com tudo no carro! Eles levaram o que estava no alcance ao quebrar o vidro do banco traseiro. Levaram a mochila do meu cunhado, a mochila com as coisas do Luigi e a bolsa da minha sogra..

Carro com vidro quebrado

De bens materiais, o mais lesado foi meu cunhado porque na mochila estava o notebook, a mais prejudicada em relação a documentos foi a minha sogra, pois na bolsa dela estava o passaporte e na bolsa do Luigi tinha coisas que se leva pra um bebê, roupa extra, fraldas e chupeta além da minha carteira com um pouco de dinheiro e documentos de identidade.

Quando olhamos no chão, observamos que havia vidro quebrado em vários pontos, ou seja, era algo aparentemente comum ali.

Como resolvemos

Depois de constatarmos as perdas, tratamos de cuidar do nosso emocional e pensar racionalmente no que precisava ser feito como o boletim, trocar o vidro, limpar o carro (que estava cheio de vidro quebrado, inclusive na cadeirinha do Luigi), ver sobre o passaporte da minha sogra e cancelar cartões.

Levamos algumas horas para resolver sobre o carro, burocracias necessárias, então fizemos mais alguns passeios e voltamos para o hotel onde nos hospedamos na noite anterior.

No dia seguinte, tivemos que retornar para Lisboa, pois apenas lá poderia ser emitido o documento de permissão de viagem para minha sogra (que seria necessário para retorno ao Brasil). Este trâmite durou metade do dia e só então seguimos para o próximo destino.

A Lição

Como diz o ditado “Vão-se os anéis, ficam-se os dedos”.

Claro que já tivemos outros perrengues em viagem, mas nunca algo tão sério assim. Nós baixamos a guarda por estarmos em um país de primeiro mundo e isso traz uma sensação de segurança, mas por mais seguro que o país seja, é preciso sempre ficar em alerta. Estávamos tão empolgados com a viagem que não nos atentamos em colocar os itens de mais valor no porta-malas do carro, e assim evitar este problema.

Também acredito que deveria haver uma placa de sinalização para os turistas, pois como mencionei, haviam vários pontos com vidros quebrados no chão, ou seja, não fomos os únicos. Os próprios policiais da delegacia de Setúbal confirmaram a recorrência desses problemas no local.

Fica um aprendizado para nós e um alerta para os viajantes.

Você também pode se interessar por:

10 atrações turísticas para conhecer em Lisboa

Roteiro Portugal 9 dias – Viagem de Carro

Compartilhe:
Autora: Joyce Parpinelli

Me chamo Joyce, e aqui, relato nossas experiências de viagens, passeios e tudo mais que possa ajudar outros viajantes, seja em viagens solo ou em família.  Sou bacharel em Turismo pela USJT, pós graduada em Gestão de Negócios com ênfase em marketing pela ESPM.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *